quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Ideologia - Cazuza

video

Siga o Blog - Siga no Twitter - Related Posts with Thumbnails Compartilhe

@ninjuliamaria

Olá pessoas, voltei!

Hoje eu pretendia iniciar a parte de beleza, porque andaram me pedindo algumas dicas de maquiagem levinha para natal e ano novo, daquelas acordei linda e nem passei nada pra ficar assim! Maaaaaaas como eu ainda não consegui me entender com a parte de vídeo/foto, eu não acho que adianta muito fazer, escrever como faz e não mostrar né? Então continuando no meu tema moda para final e começo de ano, eu queria compartilhar com vocês algo que eu mesma faço todo ano, e este ano em especial o babado está bombando porque minha casinha foi reformada e eu fui expulsa pra isso, e agora retornei e estou pacientemente reagrupando meu guarda-roupa! Confesso que geralmente arrumo meu guarda-roupa algumas vezes mais no ano... se eu estiver então muito nervosa / triste com alguma coisa, e necessitar pensar muuuuuuito, eu arrumo! Uma amiga minha diz que é meu TOC, mas que seja... pelo menos nada fica fora do lugar rsrsrsrsrs Vamos então ao tópico de como deixar seu guarda-roupa mais feliz para 2010:

Primeiro de tudo, duro, mas necessário: derrubar todo o armário pra fora. A tia sabe que é um ó pra quem não tem lá grande tempo, mas é um mal necessário. Por quê? Quando arrumamos nosso guarda-roupa sem retirar as coisas pra colocar de volta no lugar, nunca olhamos direito todas as peças e corre-se o risco de simplesmente passar por cima das peças sem efetivamente retirar as que não agradam ou não servem mais... e o resultado é um guarda-roupa entulhado de coisas que não fazem mais sua alegria e problemas toda vez que olhar pra ele e sentir que não tem mais o que vestir! Então mãos à obra! Derrube tudo sem dó!

Segundo ato da saga do guarda-roupa: separar direitinho onde cada coisa será guardada. Não sei vocês, mas eu necessito saber qual exatamente é a gaveta dos pijamas, a das camisetas e blusas, e por aí vai... Assim, quando você for verificar todas as peças, já pode separar por tipos de roupas e organizar seu guarda-roupa mais facilmente!

Terceiro ato: Provar tudo! Tudo mesmo! E provando, olhar-se no espelho e ver se está bom de frente, de costas, se não está, se tem necessidade de fazer algum ajuste ou reforma, e mais importante, se a peça ainda se encaixa no seu estilo pessoal e de vida! Pode ajustar? Vai pra pilha de ajustes. Não tem como, mas é aproveitável, está em boas condições e não faz mais seu estilo? Vai pra pilha de doação!

Já provou tudo? Ótimo! Então vamos para a arrumação em si. Geralmente antes dessa fase todo mundo diz que é necessário separar o que é roupa de inverno e o que é de verão, e alocar em fácil acesso as que são dessa estação e guardar as outras separadas. Eu não vou colocar esse item aqui, simplesmente porque acredito que hoje em dia nossa marcação de verão e inverno está meio furada né? Então em substituição, vamos separar primeiro as peças que não usamos com freqüência, por exemplo, um casaco de pele (fake eu espero, né fashionista? Pois é!) se você mora em uma cidade em que o frio não chega nunca ser mais que um ventinho geladinho no fim do dia. Todas essas deverão ser separadinhas, e alocadas em um local separadinho das outras peças, juntamente com produtinhos anti-mofo e anti-traças (que a gente hoje compra em qualquer lugar), porque prevenir é sempre melhor que remediar. Eu costumo guardar em saquinhos de TNT por tipo de coisas, como blusas de lã, duas por saquinho, e colocar em uma prateleira acima do espaço de pendurar roupas do meu armário. Mas cada um pode bolar o seu!

Próxima etapa: o que vai ser pendurado, e o que vai ser colocado em gavetinhas. Para pendurar tudo direitinho, o recomendável é que você tenha cabides bonitinhos iguais, para que se guarda-roupa fique mais organizadinho, facilitando pra você quando olhar pra ele e identificar a peça que está procurando. E usar sempre o cabide apropriado pra cada tipo de peça. Exemplo: para homens, suponhamos que sejam todos de madeira, você vai precisar de cabides para camisas e blusas em geral, outros para os ternos, outros para as calças avulsas, outros para as gravatas, e assim por diante. Ao pendurar suas peças, observe sempre uma forma de deixar o guarda-roupa organizado por algum tipo de critério. Eu uso de cores (branco para preto, com as escalas de cores no meio) e de tipos de roupas (calças em escalas de cores, depois blusas em escala de cores, depois casacos em escala de cores, e assim vai), mas cada um utiliza o modo que lhe for mais fácil e conveniente. Nas gavetas, a mesma historia. Dobre tudo certinho e faça rolinhos das roupas para acomodá-las sem que elas amassem.

Tudo isso feito, parta para os sapatos e refaça o mesmo processo do guarda-roupa. Depois dos sapatos, crie mais coragem e ataque os acessórios, porque siiiiiim, acessórios também tem prazo de validade de estilo. Pode ser que você tenha guardada uma bolsa que sabe que não vai usar nunca mais na vida, então passe pra frente, exercite seu desapego, e mantenha-se firme garoto(a)!

Prontinho, terminou tudo? Hora de pegar tudo o que você separou pra ajustes para a costureira de sua confiança para verificar se podem ser feitos e providenciar as costuras e as reciclagens das peças. Isso providenciado doe tudo o que foi separado para tal! Agora já pode comemorar o guarda-roupa novo, mais fácil de ser visualizado, verificando as peças que faltam nele, e fazendo sua listinha (a nossa famosa listinha, eu adoro listas rsrsrsrsrs) para não sair com um monte de roupas não tão válidas da próxima temporada de compras no shopping ou bazar de sua escolha!

Estive pensando em certo tempo sobre escrever esse post, porque acredito que quando mudamos nosso guarda-roupa inconscientemente passamos a nos ver de outro modo. Volta e meia todo mundo se vê olhando pra uma peça de roupa no armário e se perguntando porque exatamente você tem aquilo ali. E acho que é assim como tudo na nossa vida. Então hora de começar sua faxina e deixar pra trás tudo (tudo meeeeesmo) o que não cabe mais na sua vida! Mãos à obra, amores!

Beijocas

@ninjuliamaria

Related Posts with Thumbnails Compartilhe

@PauloLima147

Você conhece o Twitter?

O Twitter foi lançado em agosto de 2006 e possibilita as pessoas trocarem mensagens de até 140 caracteres pela internet, porem apenas ficou mais conhecido no ano passado e possui cerca de 6 milhões de usuários no mundo. Pode se dizer que o Twitter é uma mistura de blog e celular pois as mensagens possuem 140 caracteres como nos celulares, ao invés da mensagem seguir apenas para uma pessoa como no MSN ou no celular a mensagem do Twitter vai para todos os “seguidores”, que são todas as pessoas que acompanha a pessoa que emitiu a mensagem.

O Twitter já virou sensação em todo o mundo, a galera não para de mandar mensagens o dia todo, ninguém mais resiste à famosa perguntinha do Twitter: “O que você está fazendo?” A partir daí já da pra imaginar quais são os posts colocados né?

“To em casa vendo filme”, “to numa balada”, “to estudando”, ”to no bar com os amigos”, e assim vai. Temos dos mais simples até o mais inusitados, como de um casal que estava no altar se casando e o noivo atualizou seu estado civil naquele momento pelo Twitter, é cada um viu.

Podemos dizer que o Twitter já virou mania mundial, não só das pessoas comuns, mas também dos famosos que aderiram a essa nova ferramenta de comunicação para ficar mais perto dos seus fãs. Alguns já dizem que já precisam fazer “rehab” para se livrar do vicio. Eita povo descontrolado!

Por isso pessoa se você ainda não tem um Twitter corra lá e faça o seu não fique de fora dessa pra não dizer que se arrependeu depois, até porque Twitter também é cultua e diversão! Por isso que eu amo a tecnologia! Um salve pra quem inventou o Twitter!

Related Posts with Thumbnails Compartilhe

@FilmotecadaDay

Indicação de Documentário: ''Coração Vagabundo'' mostra Caetano Veloso na intimidade

A intimidade de Caetano durante a turnê do álbum A Foreign Sounds foi captada entre 2003 e 2005. Durante o período, o cantor se separou de Paula, participou do filme do cineasta espanhol Pedro Almodóvar (Fale com Ela), cantou nos Estados Unidos, no Japão.

No documentário, Caetano é Caetano. Opina sobre tudo: religião, política, música, antropologia... Os cortes giram em torno das opiniões do músico colhidas pelo diretor em mais de 56 horas de filmagem. Caetano defende: "Um amigo meu assistiu ao filme e o achou muito superficial. Eu não achei. É feito de um jeito despretensioso, mas não é superficial. Eu fico um pouco envergonhado de falar tanto, mas mesmo eu consegui acompanhar sem desagrado, com interesse. A escolha das coisas que eu disse me pareceram boas. Acho que fomos longe, para algo que não era para ser nada", explica.

Antes de transformar as imagens em um filme produzido por Paula Lavigne, a intenção do diretor era fazer um making of da turnê do álbum de clássicos do cancioneiro americano ou um DVD com um concerto ao vivo. "Quanto mais ficávamos longe do Brasil, mais o Caetano falava de suas raízes", justifica Andrade.

Em Nova York, o cantor se prepara para cantar no Carnegie Hall junto a David Byrne (ex-Talking Heads). Ele relata a dificuldade que teve ao falar a um programa de televisão. "Parecia um subdesenvolvido, com um inglês arrastado. Não me senti nada bem."

O cantor ainda discorre sobre a influência americana na música mundial e contesta uma entrevista de Hermeto Pascoal, que chamou Caetano de "musiquinho" e disse que a música brasileira é mais importante do que a americana. Na coletiva, Caetano completou: "A vida é assim. A própria obra do Hermeto justifica o fato de eu falar que a música americana é a mais importante do século 20. O poderio econômico é só mais uma peça da dominação. "Nos camarins, após o show no Carnegie Hall, Caetano recebe a übber model Gisele Bündchen e se encanta. "Me dá o telefone da Gisele, Paula", pede à esposa, que nega. Durante a coletiva, o repórter do CQC Rafael Cortez pergunta ironicamente se essa negativa foi a gota d’água para o fim do relacionamento. "Não", fala Caetano, monossilábico.

No Japão, o cantor se aproxima de um penhasco e começa a relatar que sua vida pessoal o deixa triste. O fim do casamento com Paula Lavigne é a resposta. No país, Caetano encontra fãs seus em monastérios budistas. "Likes Colação Vaabundo (sic)", diz um monge. "Nossa!", se assusta Caetano. "Eu também gosto."

Em certo momento, o cantor fala que não gostaria de morar fora do Brasil, mas, caso tivesse de se mudar, moraria ou em Nova York ou em Madrid. Almodóvar dá seu depoimento. Fala que Paula é uma inspiração para seus personagens. "Ela é forte, exuberante, decidida", diz o cineasta. Michelangelo Antonioni é outro que dá as caras no documentário.

Perguntado sobre a participação ativa da ex-mulher no longa, Caetano fala: "É perfeitamente coerente com a história desse filme que a Paula seja a primeira pessoa a aparecer na tela. Ela que veio com a proposta de convidar o Fernando para tocar o projeto. Tinha assistido a um curta-metragem dele chamado De Morango. A Paula tá bonita, tá bem", reflete Caetano, enquanto Paula olha por trás dos jornalistas. "Concordo plenamente com o Caetano. E achei que ela poderia censurar a primeira cena, mas foi muito pelo contrário. Me disse: “Você cortou a melhor parte!”, finaliza o diretor.

Fonte: O Estadão

Day Oliveira

Related Posts with Thumbnails Compartilhe

@manuportnogfer

Desiludida

Esta navalha afiada que sai da tua boca,

Querendo perfurar meus pensados sentimentos,

Como uma cobra, ela tenta me atacar, me fazer sangrar,

Sem escolha, esquivo-me.

Cansei de cachoeiras secas vindas do teu olho,

Cansei da insolência do teu espírito,

Se não gosta de mim, afaste-se!

Deixo o ar esvair-se deste meu corpo pesado,

Quase morta pela tua aflição sombria,

Pois só agora percebo, que por todos esses anos,

Este teu amor carcereiro esteve me matando!

Related Posts with Thumbnails Compartilhe

@amandamanfre

Oi galera. EE+

Essa semana, eu tava conversando com uns amigos sobre uma certa mania minha, que até então eu achava normal, mas agora eu juro que to começando a me preocupar! rs Eu olho toda hora pro relógio, e conhecidentemente a hora sempre está igual, por exemplo, nesse momento são 00:00! KKK é não sei como isso acontece! Enfim isso me trouxe a idéia de falar hoje do famoso “TOC” (transtorno obsessivo compulsivo). Que muita gente não sabe, se é apenas uma mania ou uma doença!

Então avalie a possibilidade de você ter ou não TOC:

Preocupo-me demais com sujeira, germes, contaminação, pó ou doenças.
Lavo as mãos a todo o momento ou de forma exagerada.
Limpo ou lavo demasiadamente o piso, móveis, roupas ou objetos.
Tomo vários banhos por dia ou demoro demasiadamente no banho.
Não toco em certos objetos (corrimãos, trincos de portas, dinheiro, etc.) sem lavar as mãos depois.
Evito certos lugares (banheiros públicos, hospitais, cemitérios) por considerá-los pouco limpos ou achar que posso contrair doenças.
Verifico portas e janelas mais do que o necessário.
Verifico repetidamente o gás, o fogão, as torneiras e os interruptores de luz após desligá-los.
Tenho sempre muitas dúvidas, repetindo várias vezes a mesma tarefa ou pergunta para ter certeza de que não vou errar.
Preocupo-me demais com a ordem, o alinhamento ou simetria das coisas, e fico aflito(a) quando estão fora do lugar.
Necessito fazer coisas de forma repetida e sem sentido (tocar, repetir certos números, palavras ou frases).
Sou muito supersticioso com números, cores, datas ou lugares.
Necessito contar enquanto estou fazendo coisas.
Guardo coisas inúteis (jornais velhos, caixas vazias, sapatos ou roupas velhas) e tenho muita dificuldade em desfazer-me delas.

Caso tenha se identificado com uma ou mais dessas afirmativas, é provável que você tenha o TOC. Para confirmar, os sintomas devem causar desconforto ou interferir de forma significativa nas suas rotinas, no seu desempenho profissional, ou nas suas relações sociais e ocupar pelo menos uma hora por dia do seu tempo. Em caso positivo ou se tiver dúvidas, converse com seu médico. Mas se tiver não se desespere. Os tratamentos mais efetivos do momento incluem o uso de certos medicamentos, inicialmente utilizados no tratamento da depressão, e algumas técnicas psicoterápicas chamadas de cognitivas e comportamentais. Os medicamentos são efetivos para 40 a 60% dos pacientes e são a primeira escolha, principalmente quando, além do TOC, existem outros problemas associados como depressão, ansiedade, o que é muito comum. Também é usual se iniciar com um medicamento quando os sintomas são muito graves ou incapacitantes. O maior problema que eles apresentam é o fato de raramente eliminarem por completo os sintomas. Além dos medicamentos, utiliza-se no TOC uma modalidade de terapia – a chamada terapia cognitivo-comportamental (TCC), da qual foram adaptadas algumas técnicas como para combater os sintomas do TOC. Ao redor de 70% dos que realizam a TCC podem obter uma boa redução ou até a eliminação completa dos sintomas. Ela é efetiva especialmente quando predominam rituais, não existem outros problemas psiquiátricos graves, e os pacientes se envolvem efetivamente nas tarefas de casa, parte fundamental dessa forma de tratamento.


Esse livro traz importantes atualizações dos conhecimentos relativos à neurobiologia, às teorias psicológicas do TOC e, sobretudo, às técnicas psicoterápicas desenvolvidas.

Bom, é isso! E a propósito, são 22:22! KK

Beijos

Related Posts with Thumbnails Compartilhe

@eri_psycho

Boas... humanóides...

Vim a convite do meu amigo de “farra orkutenha”, a fazer um twitter (que eu tanto critiquei) e postar nesse blog...

Como o Orkut já era, aceitei tal ilustre pedido.

Vou falar um pouco sobre a banda The Mars Volta e seu magnífico álbum De-Loused in the Comatorium de 2003. Vou tentar não usar a merda do Wikipédia...

The Mars volta é uma banda de malucos (são um monte mesmo), loucos por chá de cogumelos, e afins, dos EUA (infelizmente), formada por Cedric e Omar Rodriguez, em 2001. Eles são considerados uma banda de Rock progressivo, mais seu som é com base em rock experimental, misturando jazz fusion, rock psicodélico, hard rock, folk...a cada cd eles mudam o estilo...sem contar sua influencia pela cultura mexicana. Quem quiser saber mais joga no Google beiber.

Focando então no De-Loused in the Comatorium. Foi o álbum de estréia da banda, ganhou vários prêmios nos EUA e blábláblá...

Esse álbum é simplesmente magnífico... quem gosta de um rock psicodélico, esse é o cd... não chega a ser um The Dark Side of The Moon... mais ta quase la...


Faixas

"Son et Lumiere" - 1:35

"Inertiatic ESP" - 4:24

"Roulette Dares (The Haunt Of)" - 7:31

"Tira Me a las Arañas" - 1:28

"Drunkship of Lanterns" - 7:05

"Eriatarka" - 6:20

"Cicatriz ESP" - 12:28

"This Apparatus Must Be Unearthed" - 4:57

"Televators" - 6:19

"Take the Veil Cerpin Taxt" - 8:42

"Ambuletz" - 7:03

Download

Salve sua pobre alma… escute esse álbum.

Related Posts with Thumbnails Compartilhe

@alucinomatto

Algumas dicas para MSN

Coloque qualquer imagem de fundo no MSN

Pegue uma imagem qualquer, abra ela no Paint, vai em, salvar como, salva ela como GIF, depois de salva renomeie como lvback.gif, recorta a imagem, vai em arquivos de programas e procura a pasta do Messenger, abra a pasta e cola a imagem dentro, pronto agora é só entrar no MSN que lá estará ela de fundo.

Como dar um zoom no bate-papo

Para da um zoom, com a tecla control pressionada, movimente a roda do mouse para aumentar ou diminuir o tamanho das letras.

Para ver quem te bloqueou no MSN é fácil, só baixar o programa clicando no link ao lado. Download

Related Posts with Thumbnails Compartilhe

@_brunninha

Hoje, vou falar de superação

Mas você deve estar se perguntando: “Superação? Como assim?” Foi o que eu também me perguntei assim que minha técnica falou sobre o assunto. Mas é tão simples quanto se imagina.

Agora, vou introduzir uma parte pessoal minha, aliás, minha não, do meu grupo, meu time, o emergente Carmen Steffens Voleibol Team de Franca. Um time novo o qual ninguém acreditava e talvez por ninguém acreditar pecou muito e chegou até a perder feio para o time lanterna no primeiro turno do campeonato paulista. Foi daí que surgiu a palavra superação para nós... Precisávamos superar todos esses erros e derrotas para que fôssemos bem no segundo turno e chegar ao quadrangular final. E superamos. Do 7° lugar subimos para 2°. Agora, mais respeitadas, tínhamos tudo para sermos campeãs. Mas faltou superar uma partizinha, que passou em branco. O psicológico, o qual nos fez muita falta.

Pra falar a verdade, há superação em todos os momentos na carreira de um atleta. Todos mesmo, sem exceções. Desde o momento em que você erra, até os mais difíceis como uma derrota ou até mesmo uma lesão. E o mais difícil de ser superado, com certeza, é a lesão...não é fácil machucar e voltar a jogar, a confiança cai, o rendimento cai...parece que nada dá certo.

Penso que a superação não serve só para o esporte, mas pra vida. Um relacionamento que num deu certo, uma nota baixa em prova, um trauma, medo... Tudo isso... E como se supera? Tendo o famoso pensamento positivo. Aqueles do tipo, ‘eu quero, eu posso e eu consigo’. A partir desse pensamento você se auto valoriza e aperta o famoso foda-se.

Como diz Ivete Sangalo: “Vamos pensar positivo que essa vida é muito boa!”

Beijos beijos beijos ;*

Related Posts with Thumbnails Compartilhe